Por que usar uma joia de lápis-lazuli? Conheça o significado dessa pedra e como usar

Mulher usando joia lápis-lazuli Ceci Joias da Amazônia semijoias

Historiadores estimam que os humanos usem a joia lápis-lazuli há pelo menos 6.500 anos. Civilizações antigas, como os mesopotâmios e egípcios, criavam peças variadas com ela, aproveitando sua cor única e viva para decoração e acessórios. 

Povos da China, Egito, Grécia e Roma valorizam essa pedra tanto quanto outras de cores vivas, como safira e turquesa. Algumas regiões, inclusive, desenvolveram-se social e economicamente somente por causa da exploração da pedra azulada. 

Esse é o caso de Badkashan, uma província afegã localizada em uma cadeia de montanhas com pouca ou nenhuma vegetação. Apesar do ambiente hostil, humanos a exploram desde 200 a.C. por ser uma fonte rica dessa pedra. O local é conhecido por ser um dos locais de exploração de minérios mais antigos na história da humanidade. 

A pedra provou-se extremamente versátil para povos antigos. Apesar de ser muito usada como acessórios em brincos, colares e pulseiras, ela também era usada em utensílios do dia a dia. Historiadores já descobriram até potes, tabuleiros para jogos, pentes, amuletos e facas feitos desse material. 

Antigos mitos sobre a joia lápis-lazuli

Existem diversas lendas e crenças antigas relacionadas à joia lápis-lazuli. Para alguns povos, os deuses usavam lápis-lazuli em seus cetros e adereços, como dizem algumas lendas sumérias. O mesmo povo acreditava que a pedra continha a alma dos deuses que as usavam, trazendo bençãos para humanos que fizessem artigos com ela. 

Para os egípcios, a pedra era considerada como uma representação de Maat, a deusa da verdade. Era frequente fabricar imagens da deusa na pedra azul em sua homenagem, além de usá-la para a fabricação de emblemas usados por juízes. 

Algumas civilizações também adotavam a pedra para fazer cilindros que eram pressionados sobre argila molhada para “imprimir” símbolos e até letras para mensagens. 

Conforme a Europa entrava no renascimento, a pedra voltou à moda graças a sua cor. Pintores começaram a transformá-la em pó para pintar o azul do céu em telas, catedrais e castelos. Os nobres europeus também adoravam joias feitas com a pedra, aproveitando-a para passar mensagens de amor ou boa-sorte para seus entes queridos. 

Simbolismo moderno da joia lápis-lazuli

Hoje em dia, as comunidades místicas associam a joia de lápis-lazuli com: 

  • Esperança; 
  • Sabedoria; 
  • Amor; 
  • Cura. 

Muitos também afirmam que usar acessórios da pedra consegue amplificar o poder psíquico de médiuns e outros praticantes. Alguns consultores místicos também recomendam o uso para auxiliar na solução de conflitos e para combater energias negativas. 

Os amuletos em diversos formatos agradam crentes de qualquer religião ou credo. Algumas lojas possuem esculturas em forma de figa, cruz, santos, seres místicos, entre outros, feitas de lápis-lazuli para garantir proteção e suas propriedades energéticas.

Mais características da joia lápis-lazúli e seus efeitos terapêuticos

Conhecida como a guardiã da sabedoria, a beleza da joia lápis-lazúli transcende o visual, revelando um potencial de cura profundo nos âmbitos físico, mental e espiritual.

Propriedades de cura mental da joia lápis-lazuli

Estimulando o desejo por conhecimento, verdade e compreensão, a joia lápis-lazúli pode beneficiar a cura mental. Isso porque dizem que ela favorece o pensamento profundo, aprimora a memória e facilita o aprendizado. 

Então, se você busca auxílio ou esclarecimento, essa rocha pode ser a chave capaz de promover a clareza de pensamento, sintonizando-o com sua sabedoria e intuição internas, ao usar brinco, colar ou pulseira em que ela esteja presente, por exemplo.

Propriedades de cura física da joia lápis-lazuli

Reputada por suas características físicas, considera-se a joia lápis-lazúli particularmente benéfica para os sistemas respiratório e nervoso. 

Além disso, associa-se à redução da pressão arterial e ao alívio da inflamação, tornando-a uma escolha popular na hora de impulsionar o bem-estar físico de forma natural.

Propriedades de cura espiritual e metafísica

No domínio metafísico, essa rocha revela propriedades poderosas. Nesse sentido, alguns místicos apontam que essa pedra abre e equilibra o chakra do terceiro olho, oferecendo:

– Visões do propósito de vida;

– Revelação de talentos ocultos;

– Ampliação da intuição;

– Manifestação de desejos.

Além disso, em um nível emocional, diz-se que ela dissipa a energia negativa, promovendo tranquilidade e paz.

Ainda, esse cristal emerge como uma ferramenta poderosa para o crescimento espiritual, pois há quem acredite que ela auxilia na quebra de barreiras emocionais, permitindo reconectar-se com o eu autêntico e curar antigas feridas.

Assim, a sublime beleza da joia lápis-lazúli transcende a estética, para criar conexões profundas com a espiritualidade. Não à toa, em meio às diversas coleções de semijoias finas, destaca-se a singularidade dos terços ornamentados com essa gema única. Assim, cada conta esculpida revela uma história ancestral, proporcionando uma experiência espiritual ímpar. 

A lápis-lazúli, com suas nuances de azul celestial, simboliza a comunhão entre o divino e o terreno. Por isso, essas coleções não são apenas acessórios, mas ferramentas que conduzem a uma jornada interior, conectando os fiéis com o sagrado. 

Portanto, ao usar essas peças com elementos naturais, os devotos carregam consigo uma manifestação de sua fé, de forma personalizada e autêntica.

Em suma, essa preciosidade, com presença marcante nas semijoias finas, revela-se como um guia para o poder e a verdade internos, uma alavanca para a jornada de autodescoberta e cura, conforme o universo esotérico.

Colar de joia lápis-lazuli -  site Ceci joias.

Benefícios que a joia lápis-lazúli traz consigo

Além de sua possível capacidade de promover clareza mental e sabedoria, especula-se que a joia lápis-lazúli interfira em diversos aspectos da vida.

Isso porque ela  está intimamente relacionada a energias espirituais e intuição. Ela é popular com praticantes de diversos tipos de meditação, que creem que sua energia ajuda a conectar-se com outros ramos de espiritualidade. 

Ela também possui o poder de harmonizar mente e alma, além de regular emoções ou ajudar quem a usa a entrar em contato com seu eu interior. A pedra também auxilia muitos que estão em busca do autoaperfeiçoamento por possuir energias que estimulam o autoconhecimento. 

Ainda, quem utiliza esse insumo consegue combater e desintegrar energias negativas ao seu redor. Por isso, ela é tão útil, seja na forma de acessórios ou de itens decorativos para o ambiente. 

Então, descubra a seguir como esse cristal pode trazer vantagens e agregar valores em brincos femininos ou em um colar de pedras naturais, por exemplo.

Sintonia interior: estímulo para a meditação e a conexão pessoal

Acredita-se que o cristal lápis-lazúli atue como um catalisador para a meditação, aprimorando a conexão consigo mesmo.

Assim, sua presença, em um colar longo ou brincos pequenos, por exemplo, pode tornar-se um guia para a busca interior, promovendo um estado de tranquilidade que favorece a introspecção.

Consciência além do mundo físico: facilidade para sonhos lúcidos e projeção astral

Sugere-se que o lápis-lazúli transcende os limites da realidade cotidiana, facilitando sonhos lúcidos e até mesmo a projeção astral.

Desse modo, esse cristal seria um canal capaz de abrir portas para uma expansão da consciência durante o sono, permitindo experiências além dos confins do mundo físico.

Terapias energéticas: potencial para o fortalecimento da saúde com a joia lápis-lazuli

No reino das terapias com cristais, fala-se muito sobre a contribuição potencial da joia lápis-lazuli, especialmente em casos relacionados à garganta e ao sistema endócrino. 

Sendo assim, conforme a crença popular, sua energia sutil pode desempenhar um papel em harmonizar tais aspectos vitais do corpo. Por isso, ter semijoias finas com esses elementos é uma boa escolha para a vida.

Bom humor e comunicação: a joia lápis-lazúli como aliada nas atividades intelectuais

Já pensou em ter uma joia lápis-lazúli como aliada nas atividades intelectuais? Isso mesmo, dizem que ela é considerada a pedra do bom humor e da comunicação. 

Dessa maneira, supõe-se que seja uma aliada em atividades intelectuais, potencialmente amplificando a clareza de pensamento e a expressão verbal.

Alívio e relaxamento: sem dores de cabeça e cansaço

Algumas pessoas alegam que esse cristal possua propriedades de alívio, proporcionando conforto em dores de cabeça, principalmente aquelas localizadas atrás dos olhos, e reduzindo o cansaço.

Portanto, a ideia é de que o lápis-lazúli funcione como um relaxante de nervos hiper cerebrais, oferecendo uma pausa para o agitado fluxo mental.

A joia lápis-lazúli e os chakras

Em meio às energias sutis, muitos confiam que a joia lápis-lazúli destaca-se como uma exploradora de potenciais influências nos chakras, desvendando conexões entre a pedra e os centros energéticos do corpo.

Abaixo, explicaremos melhor esse tema.

Chakra do terceiro olho: despertando a intuição

Entre as sobrancelhas, o chakra do terceiro olho é apontado como o epicentro da intuição e previsão. Dessa forma, o entendimento é de que, ao colocar o lápis-lazúli nesse ponto, ele pode, de alguma maneira, abrir esse centro de energia. 

Assim, uma possível consequência seria o aprimoramento das habilidades intuitivas, possibilitando uma conexão mais profunda com a verdade interior.

Chakra da garganta: a voz do corpo e a expressão livre

O chakra da garganta, a voz do corpo, atua como uma válvula de pressão para a expressão das energias dos outros canais. Por isso, quando equilibrado, especula-se que o lápis-lazúli possa desempenhar um papel na promoção da expressão livre e aberta. 

Portanto, de acordo com a crença, o uso de semijoias finais com esse elemento pode influenciar positivamente no poder da comunicação, permitindo que pensamentos, emoções, conhecimentos e valores sejam expressos de maneira clara e autêntica.

Além disso, em casos de desequilíbrio no chakra da garganta, compreende-se que a energia dessa pedra possa ser uma aliada ao ser incorporada à prática de cura ou meditação, fomentando uma comunicação eficaz e harmônica.

Terço feito com pedras naturais - site Ceci joias.

A influência astrológica da joia lápis-lazúli: signos, profissões e vínculo planetário

Estudiosos da astrologia confiam que a conexão entre a joia lápis-lazúli e os signos ganhe notoriedade especialmente em Libra, Touro, Aquário e Sagitário. No entanto, vale ressaltar que não há restrições do zodíaco para o uso dessa pedra.

Assim, as indicações ligadas a cada signo são sugestões baseadas em características específicas. Portanto, a escolha de utilizar esse cristal metamórfico, ostentado em brincos pequenos ou colares de artesanato, deve ser orientada pelas necessidades de cada pessoa, movidas ou não pelo interesse em astrologia.

Relações profissionais com a joia lápis-lazuli: uma pedra para diversas carreiras

A joia lápis-lazúli é versátil em suas influências, sendo benéfica para profissionais de diversas áreas, tais como:

– Comunicadores;

– Publicitários;

– Dentistas;

– Escritores;

– Estudantes;

– Executivos;

– Inventores;

– Jornalistas;

– Músicos;

– Advogados;

– Psicólogos;

– Cientistas.

Vínculo planetário: governado por Urano

Sob a influência astrológica, o lápis-lazúli encontra-se regido por Urano, evidenciando-se como uma pedra conectada às energias desse planeta. 

Desse modo, essa associação planetária adiciona camadas de significado ao cristal, tornando-o ainda mais fascinante em sua relação com o cosmos.

Um presente para setembro

Além de suas conexões astrológicas, o lápis-lazúli assume um papel significativo como a pedra natural de nascimento para os bebês de setembro. Isso porque diz-se que essa gema promete proporcionar uma jornada de autoconsciência aprimorada, paz interior e equilíbrio aos nascidos neste mês.

Por conseguinte, com sua presença, o lápis-lazúli não apenas complementa as características inerentes ao signo de setembro, mas também oferece uma camada adicional de proteção, tornando-se um presente especial e simbólico para aqueles que celebram seu nascimento nesse período.

Tipos e variações da joia lápis-lazúli

Nem toda joia lápis-lazúli compartilha a mesma origem. Desse modo, sua criação pode divergir com base na intensidade da cor, na presença de minerais e no local de sua descoberta.

Por isso, a singularidade das pedras mais preciosas desponta em uma cor azul intensa, assemelhando-se ao céu noturno adornado com estrelas douradas, com um toque de encanto das rajadas ou manchas de pirita. 

Adiante, confira detalhes da constituição desse cristal que agrega sofisticação e elegância em coleções de semijoias finas de renome.

Matizes celestiais: a diversidade nas cores

A joia não se limita a um único tom, oscilando entre azuis profundos e tonalidades mais claras. É assim que o denim lápis, por exemplo, destaca-se por sua coloração mais suave, evocando a lembrança do jeans desbotado.

Isso porque, apresentando menor intensidade em comparação às pedras azuis reais, ela geralmente contém mais calcita, conferindo-lhe uma tonalidade mais leve e, frequentemente, um preço mais acessível.

Apesar dessa diferença, vale salientar que o denim mantém as mesmas propriedades inerentes às suas contrapartes mais intensas.

Pirita: um toque de estrelas douradas

Inclusões de pirita podem ser mais pronunciadas em certas pedras de lápis-lazúli, criando um efeito único e brilhante. Entretanto, há também pedras que apresentam quase nenhuma presença de pirita.

Embora a quantidade de pirita não impacte as propriedades metafísicas da pedra, ela pode influenciar na sua aparência e, em certa medida, no seu valor, especialmente em semijoias finas.

Energias da joia lápis-lazuli 

A joia lápis-lazuli está intimamente relacionada a energias espirituais e intuição. Ela é popular com praticantes de diversos tipos de meditação, que creem que sua energia ajuda a conectar-se com outros ramos de espiritualidade. 

Ela também possui o poder de harmonizar mente e alma, além de regular emoções ou ajudar quem a usa a entrar em contato com seu eu interior. A pedra também auxilia muitos que estão em busca do auto-aperfeiçoamento por possuir energias que estimulam o auto-conhecimento. 

Por último, quem utiliza esse insumo consegue combater e desintegrar energias negativas ao seu redor. Por isso, ela é tão útil, seja na forma de acessórios ou de itens decorativos para o ambiente. 

Como usar a joia lápis-lazuli no dia a dia

Quando pensamos em montar um look que use a joia lápis-lazuli para o dia a dia, é importante lembrar que ela possui algumas características únicas e marcantes. Sua cor é a primeira delas, de um azul escuro e de tom vivo, ela frequentemente adota ponto de destaque em qualquer visual. Tanto em brincos, colares ou pulseiras, é garantido que ela chamará atenção. 

Isso quer dizer que é impossível montar uma combinação com o lazuli para um momento que exige mais sobriedade, como no trabalho ou para um café à tarde? Certamente não, basta ser cuidadosa na escolha da peça. Acessórios com pingentes menores ou que usam contas da pedra são melhores para esse tipo de situação. 

O mais recomendado para looks do dia a dia são peças discretas e elegantes. Algumas opções de semijoias de lápis-lazuli com partes folheadas em ouro ou prata são especialmente versáteis. 

Melhores combinações com lápis-lazuli

As peças com a joia lápis-lazuli são o detalhe que faltava para complementar seu visual. Confira algumas das melhores combinações em acessórios que utilizam a pedra. Uma dica: as biojoias com esse tom de azul são simplesmente imperdíveis. 

1. Partes folheadas em ouro

Colares folheados e outros acessórios são perfeitos quando possuem detalhes em lápis-lazulli. Um exemplo são os brincos com pingente redondo da pedra, que combina a sutileza e elegância do ouro com o azul mais chamativo. As peças ficam delicadas e, graças ao dourado, combinam com muitos outros acessórios. 

2. Partes folheadas em prata com joia lápis-lazuli

A prata é o coringa do mundo dos acessórios e combina inclusive com joia lápis-lazulli. Ela adiciona um tom delicado à peça, que fica ótima para looks formais e informais. 

Aposte em peças folheadas também se você tiver algum tipo de alergia. Elas evitam o contato de materiais irritantes com a pele e ajudam a melhorar a durabilidade do produto. 

3. Pulseira olho de tigre

A pedra olho de tigre possui uma beleza fenomenal graças à combinação de cores e um amarelo marcante. Ela faz a combinação perfeita para o lápis-lazulli, já que seus tons são complementares. Pulseiras feitas de contas de ambas as pedras ficam simplesmente perfeitas. 

4. Ágata

A ágata é um tipo de quartzo cujos tons variam, indo do avermelhado ao laranja. Por ser uma pedra que possui um brilho natural, ela pode ser utilizada como complemento ao lazulli, dando ainda mais destaque para os tons de azul. 

5. Jaspe azul

Outra opção para colares, pulseiras e brincos é o jaspe azul. Seu tom é bem mais claro e menos brilhante, podendo estar misturado a minerais em tons amarronzados. Quando combinado com a outra pedra azul, o aspecto é de um degradê agradável aos olhos e bastante atraente. 

6. Madeira

Quem gosta de um tom mais rústico em seus acessórios também consegue encontrar joias lápis-lazuli com madeira. Elas combinam toda a beleza da cor com a força da madeira para demonstrar a essência das biojoias, peças ecologicamente corretas que se inspiram no mundo natural.

Cola de semi-jóias e pedras naturais - site Ceci joias.

Como saber se a joia lápis-lazúli é de qualidade

A joia lápis-lazúli, uma gema notável e reverenciada ao longo dos séculos, é um acessório que transcende a sua beleza superficial. Ao avaliar a qualidade dessa pedra preciosa em qualquer peça, mergulhamos em critérios essenciais que a definem e a tornam singular. 

Nesta análise, destacaremos fatores cruciais, como cor, clareza, corte e peso em quilates, revelando os padrões de excelência que conferem ao cristal não somente uma estética exclusiva, mas também um valor intrínseco. 

Coloração da joia lápis-lazuli

A tonalidade desejada para a joia lápis-lazuli é um azul profundo, com um toque violáceo, propiciando um aspecto uniforme e forte.

Além disso, a qualidade é aprimorada quando não há presença visível de calcita, evidenciando a pureza da gema.

Clareza

Um dos indicativos de alta qualidade é a presença de pequenas manchas douradas de pirita, distribuídas de maneira equilibrada, o que adiciona valor estético à joia lápis-lazúli.

Corte

O lápis-lazúli é frequentemente lapidado em diversos formatos, como cabochões, contas, ilustrações ou tabletes, viabilizando uma ampla gama de opções estéticas.

Peso em quilates da joia lápis-lazuli

A pedra áspera utilizada para fazer a joia lápis-lázuli pode atingir tamanhos consideráveis, sendo utilizado não apenas em joalherias conceituadas para a confecção de semijoias finas, mas também em esculturas decorativas, revelando sua versatilidade artística.

Por fim, esses critérios combinados definem os padrões de excelência que distinguem o lápis-lazúli de alta qualidade, conferindo-lhe uma presença única no universo das gemas preciosas, seja em uma pulseira exótica ou um colar longo delicado.

Brincos feito em ouro 18k - site Ceci joias.

Cuidados que não podem faltar: higienização e energização da joia lápis-lazúli

Assim como outros cristais, a joia lápis-lazúli tem a capacidade de absorver diversas energias do ambiente ao seu redor. Com o tempo, essas energias podem acumular-se, interferindo nas vibrações naturais da pedra. 

Portanto, torna-se crucial implementar um processo regular de limpeza e carregamento, a fim de manter a vitalidade do cristal que compõe brincos femininos, colares de artesanato e outros adornos da sua coleção. Aqui, apresentamos um tutorial prático para realizar esses procedimentos de maneira eficaz.

Limpeza da joia lápis-lazuli: métodos gentis e eficientes

Embora a joia lápis-lazúli seja mais macia e suscetível a danos por substâncias agressivas, é possível realizar a limpeza de maneira branda. Acompanhe algumas dicas:

1. Água corrente: mantenha o lápis-lazúli sob água corrente morna por alguns minutos, visualizando o fluxo levando consigo todas as energias negativas absorvidas pelo cristal.

2. Limpeza sonora: utilize vibrações de instrumentos de cura, como tigelas de canto, diapasões ou até mesmo sua voz, tocando ou cantando próximo à pedra, com o objetivo de dissipar energias ruins. 

3. Fumaça purificadora: passe o lápis-lazúli pela fumaça de sálvia ou palo santo, imaginando que o ritual será útil para remover todas as energias estagnadas ou negativas.

Carregamento: restaurando energias da joia lápis-lazúli

Após a limpeza, recarregar a joia lápis-lazúli é fundamental para restaurar sua vitalidade. Confira as alternativas que fazem parte do universo esotérico:

– Luz lunar: deixe o lápis-lazúli sob a luz da lua, especialmente durante a cheia, absorvendo a energia ao ser colocado no parapeito de uma janela ou ao ar livre.

– Cristais carregadores: coloque o lápis-lazúli próximo a outros cristais, como selenita ou quartzo claro, permitindo que absorva a energia por algumas horas.

– Definição de intenções: segure a pedra nas mãos, feche os olhos e visualize uma luz brilhante preenchendo-a, impregnando-a com energia positiva e curativa e, simultaneamente, carregando-a com suas intenções pessoais.

Ao seguir essas práticas, é possível manter essa rocha em seu estado ótimo, preservando não apenas sua beleza, mas, sobretudo, suas capacidades energéticas.

Share:

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

plugins premium WordPress